As fases financeiras de um filho

Chegou o momento certo, você está preparado(a) e decide que vai ter um filho, mas será que o orçamento está pronto para isso?

Se quiser saber a resposta dessa pergunta não deixe de ler esse post até o fim, aqui lhe apresentaremos as fases financeiras de um filho e os principais gastos.

FASE 1 – GRAVIDEZ

Acredite gravidez, os gastos começam aqui.

  • Primeiramente plano de saúde para a futura mamãe, ser acompanhada por um médico especialista de confiança e que poderá responder suas dúvidas pelos 9 meses é uma das melhores coisas para essa etapa. Sem contar os ultrassons, exames e internações de emergência que possam ocorrer. O valor médio de um plano de saúde com obstetrícia: R$ 400,00 mês (pode variar por região e idade).
  • Roupas: O corpo da mãe irá mudar, serão necessárias roupas mais largas e confortáveis, e depois que o bebê nascer ainda será preciso sutiãs de amamentação, cintas pós parto, camisolas com abertura, entre outros. Valor médio roupas mês: de R$ 200,00 a 500,00 reais mês (a depender das necessidades da mãe).

FASE 2 – BEBÊ

  • Quarto: O momento em que muitos pais começam a perceber que o pequeno logo vai chegar, aqui entram despesas com berço, guarda-roupa, papel de parede ou tintas, decoração, aquela maravilhosa poltrona de amamentação para a mamãe, entre outros. O valor médio nesse ponto pode variar de R$ 800,00 a 2.000,00.
  • Enxoval: Aqui entram mantas, cobertores, roupinhas de frio e de calor. O valor pode variar de R$ 500,00 a 1.000,00 reais, podendo se estender a valores maiores dependendo do que os pais precisem ou queiram comprar.
  • Itens essenciais: A maior parte dos pais de primeira viagem não abre mão desses itens:

a) Bebê-conforto ou cadeirinha – R$ 200,00 à 500,00;

b) Carrinho de bebê – Na média de R$ 300,00 à 1.000,00 (mas acredite existem carrinhos que podem ultrapassar os R$ 5.000,00);

c) Cadeirinha de balanço – R$ 200,00

  • Plano de saúde: Ao nascer o bebê é frágil e sensível e necessitará de acompanhamento até pelo menos os 2 anos, o médico responsável irá acompanhar o crescimento e ganho de peso, além de analisar possíveis doenças que venham a ocorrer. Nesse ponto ter um pediatra de confiança é muito válido, além de que na era tecnológica em que nos encontramos é sabido que diversos pediatras respondem dúvidas dos pais pelo whatsapp, o que ajuda a tranquilizar em muitas ocasiões. Os valores do plano são em média R$ 200,00 mês.
  • Fraldas: Pesam muito no orçamento de quaisquer pais, por isso a maior parte opta em fazer um chá-de-bebê. Mesmo assim, depois de um tempo será necessário comprá-las, uma criança de por exemplo 1 ano usa em média 5 fraldas por dia, isso leva a um gasto de mais ou menos R$ 150,00 mês, sem contar lenços umedecidos e pomadas para assaduras, além de outros itens essenciais (shampoo, condicionador, óleos e hidratantes). O valor em média desse ponto pode chegar a R$ 300,00 mês.
  • Remédios: Uma bebê que nasce saudável pode precisar de cuidados básicos conforme cresce, pois, está sujeito a pequenos resfriados ou qualquer outra virose, pois, são extremamente sensíveis e com pouca imunidade, desse forma podem precisar de alguns medicamentos, como por exemplo, paracetamol, ibuprofeno, remédios para tosse, antibióticos, além de inalador e termômetro. Os gastos nesse caso são muito variáveis, pois, há remédios mais básicos e baratos e outros mais caros.
  • Leite: A maior parte das mães costuma realizar o aleitamento materno, mas depois dessa fase os pequenos ainda precisam de leite e estes são especiais, pois tem componentes diferentes na fórmula. O valor da lata pode variar de 30,00 à 50,00. O que gera um gasto mês de R$ 200,00. Esses valores ainda podem variar se a criança tiver algum tipo de alergia ou intolerância, pois, os leites usados nesse caso costumam ser um pouco mais caros.
  • Creche ou babá: Levando em conta que no mundo atual a maior parte das mães trabalham, após o período de licença maternidade, o bebê irá para uma creche ou os pais podem contratar uma babá. O valor mês nesse caso também varia muito, tudo depende da qualidade dos serviços que serão prestados, mas a média é de R$ 500,00 à 1.000,00 reais.

FASE 3 – INFÂNCIA

  • Plano de saúde: Mantém se o mesmo valor de bebê na maioria dos locais;
  • Remédios: Crianças estão sujeitas a diversas viroses e resfriados, sendo assim o gasto mensal nessa fase é muito variável;
  • Escola: Se você deseja que seu filho tenha uma boa qualidade de ensino terá que desembolsar os valores de uma boa escola particular, além de material escolar, livros, uniformes, alimentação e meio de transporte. O valor mensal pode variar em média de R$ 1.500,00 à 2.000,00.
  • Roupas e sapatos: Crianças tem uma incrível capacidade de deixar roupas e sapatos encardidos e rasgados, além de que crescem muito rápido, então a compra desses itens é algo que acontece sempre. O valor médio é de no mínimo R$ 200,00 reais por mês, mas pode ir muito além.

FASE 4 – ADOLESCÊNCIA

  • Plano de saúde;
  • Escola e cursinho: Fase em que se inicia a corrida por um bom cursinho pré-vestibular, afinal todo pai quer ver o filho em uma boa faculdade. O valor médio da soma colégio e cursinho pode variar para mais de R$ 2.000,00 mês, se for incluso nas despesas um bom colégio, transporte, alimentação, entre outros.
  • Roupas e sapatos: Aqui os gastos são muito variáveis, haja visto, que eles já tem personalidade e opinião formada, e as compras dependem do gosto deles.

FASE 5 – ADULTOS

Mesmo tendo atingido os 18 anos, muitos filhos ainda são dependentes dos pais, então aqui vão alguns gastos básicos que ainda poderão chegar:

  • Carteira de motorista;
  • Transporte;
  • Faculdade;
  • Plano de saúde;
  • Roupas e sapatos;

E você já está preparado para ter um filho ou ainda pretende esperar um pouco mais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *